Advogado para Divórcio Consensual: Entenda as vantagens de uma separação amigável

advogado para divórcio consensual

Se você está considerando dar fim ao seu casamento de maneira amigável e sem grandes conflitos, por meio de um advogado para divórcio consensual esta modalidade pode ser a melhor opção para você e seu ex-cônjuge. Neste artigo, exploraremos os principais aspectos do divórcio consensual, desde o que é até como iniciar o processo e quais são os benefícios dessa abordagem.

O que é o Divórcio Consensual?

O divórcio consensual, como o próprio nome sugere, é um tipo de divórcio em que ambas as partes concordam em se separar de maneira amigável e cooperativa. Ao invés de entrar em conflito e litígios, o casal trabalha junto para resolver questões como divisão de bens, guarda dos filhos e pensão alimentícia de forma pacífica.

Vantagens de contratar um advogado para Divórcio Consensual

Menos Estresse: Diferente de divórcios litigiosos, o processo consensual tende a ser menos estressante, pois as partes evitam confrontos legais e disputas acirradas.

Economia de Tempo e Dinheiro: A abordagem colaborativa pode ser mais eficiente, economizando tempo e dinheiro que seriam gastos em batalhas legais prolongadas.

Melhor para as Crianças: Se houver filhos envolvidos, o divórcio consensual cria um ambiente mais estável e menos traumático para eles, pois os pais estão cooperando.

Preservação de Relações: Em muitos casos, o divórcio amigável permite que as partes preservem uma relação amigável após a separação, o que pode ser especialmente importante se há crianças em comum.

Passo a Passo Para Entrar Com Divórcio Consensual

Saiba se o divórcio consensual é a melhor opção:

Decida se o divórcio consensual é a escolha certa para o ex-casal e se ambos estão dispostos a colaborar.

Se por ventura não houver acordo sobre todos os pontos relativos ao divórcio o meio alternativo será o ingresso por divórcio litigioso.

Busque a orientação de um advogado:

Entre em contato com um advogado especializado em divórcio para entender seus direitos e opções, principalmente para saber se não haverá prejuízo posterior ao acordo firmado.

Busque um acordo que seja favorável para ambas as partes:

Como antes informado, o divórcio consensual é a melhor forma de se oficializar a separação, portanto, recomenda-se que as partes discutam e negociem sobre os pontos afetos ao processo como divisão de bens, guarda dos filhos, regime de visitas e pensão alimentícia.

Advogado como intermediador no divórcio consensual:

Nem sem uma relação conjugal termina da melhor forma ou mesmo que o ex-casal possua uma boa relação, por vezes, pode-se instaurar um certo conflito sobre os pontos discutidos e assim travar negociações.

Nessa situação, o ideal é permitir que o advogado para divórcio consensual faça a intermediação do acordo.

Homologação do acordo:

A petição de divórcio consensual será apresentada ao juiz o qual analisará se não há nenhuma irregularidade.

Estando tudo certo, o juiz homologa o acordo e decreta o fim da sociedade conjugal.

Conclusão

Agora que você entende melhor o que é o divórcio consensual e como ele funciona, você pode considerar essa forma se estiver buscando uma maneira menos cara e estressante de encerrar seu casamento. Lembre-se de que, independentemente do caminho escolhido, buscar orientação legal é fundamental para garantir que seus direitos sejam protegidos. Clique no botão abaixo e fale agora com um advogado de divórcio consensual.

Perguntas Frequentes

1. O divórcio consensual é a melhor opção para todos os casais?

No geral sim, porém há de ser verificado no caso concreto, pois há situações de abuso ou desacordo significativo, onde necessariamente o juiz deverá intervir.


2. Precisamos de advogados, mesmo em um divórcio amigável?

Sim, todo processo de separação dever ser acompanhado por um advogado, seja um profissional para ambos ou cada parte com o seu respectivo advogado.


3. Quanto tempo leva um divórcio consensual?

Isso depende da complexidade das questões envolvidas, mas tende a ser muito mais rápido do que um divórcio litigioso.


4. O acordo pode ser alterado após a sentença do juiz?

Sim, poderá ser alterado mediante novo acordo entre as partes, quando houver inobservância dos deveres legais em relação aos filhos, alteração da condição econômica em caso de pensão e por fim, se for constatado algum vício de consentimento na formação do acordo.


5. O que fazer após a decretação do divórcio?

No caso do divórcio especificamente, a sentença deverá ser levada ao cartório competente para efetivação da averbação do divórcio para oficializar o fim do casamento pois a sentença por si só não

0 0 votos
Avaliações
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments